quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Quem?

Quem é essa mulher que não conheço?
Essa imagem turvada no espelho?
Triste menina bonita?
Quem é essa que nunca vi?
A menina mulher perdeu-se nessa velha jovem.
A sapeca emílica furtou-se de mim.
Onde está a menina que gargalhava tomando banho de chuva?
Por onde anda aquela mulher?
Àquela que jogava sinuca e tomava cerveja no botequim da esquina?
Onde está essa mulher?
A que dançava freneticamente nas noites cálidas?
Por onde anda minha menina?
Perdeu-se entre os arranha-céus e os livros?
Quem é essa que nunca vi?
Por onde anda a menina que dança?
A que cantava no centro comercial da cidade?
A do samba, da praia, da rua, da noite?
Nua, lua, menina, mulher, arteira.
Onde procurar essa mulher?
Como reconstituí-la?

Nenhum comentário:

Postar um comentário